MENU
CDS-PP ALMADA HGO

CDS acusa PCP e PS de usar saúde para intoxicar

4 Março, 2015 • Redação • Destaque, Política

Share Button

A concelhia do CDS-PP Almada considera que o PCP e o PS estão a “tentar intoxicar a opinião pública com notícias na comunicação social” sobre a alegada falta de investimento do Governo na Saúde, nomeadamente no Hospital Garcia de Orta (HGO).

Ontem, terça-feira, membros da concelhia Popular de Almada reuniram com o conselho de administração do HGO, que apesar de reconhecer “que ainda há muito por fazer pelo Serviço Nacional de Saúde”, também reconhece o “enorme investimento que o Ministério da Saúde, ministro e Governo têm feito para tornar o mesmo serviço mais prestável junto da população”, refere nota de imprensa do CDS-PP.

“Desde 2011 que o mesmo serviço prestado aos utentes do HGO tem vindo sistematicamente a melhorar tornando-se mesmo num dos melhores hospitais do país a servir a população”, conclui a mesma estrutura concelhia.

Acrescenta o CDS-PP Almada que “reconhece o empenho e gestão que o conselho de administração do HGO tem dado em prol do melhoramento da prestação dos cuidados de saúde em Almada”. Ao mesmo tempo, “repudia as manifestas tentativas de manipulação da realidade por parte da oposição nomeadamente pelo Partido Socialista e pelo Partido Comunista numa concertante estratégia de aproveitamento da saúde alheia para atingirem os seus objetivos políticos”.

Quanto às recentes declarações do presidente do Conselho Regional do Sul da Ordem dos Médicos, Jaime Mendes, que classificou o serviço de urgência do HGO de “terceiro-mundista”, o CDS-PP Almada, liderado por António Pedro Maco, considera-a como “inqualificável falta de respeito, não só pelos profissionais de saúde que todos os dias dão o seu melhor às populações, como também cria nas pessoas uma ideia de caos e de alarmismo que, de todo, não existe no HGO em Almada”.

O CDS-PP critica ainda o presidente da Câmara de Almada, Joaquim Judas, que recentemente apontou existirem falta de condições de trabalho para os profissionais de saúde no HGO. “Deveria abordar esta questão de forma mais sensata, ao invés de colocar os seus interesses político-partidários à frente dos interesses da população”.

Para os Populares de Almada o HGO “não é o caos” que Joaquim Judas “quer fazer crer nem o Ministério da Saúde deixou de investir no mesmo hospital”. Bem pelo contrário, “tem auxiliado o esforço que o conselho de administração tem feito para equilibrar as contas para que não faltem inclusive medicamentos para administrar aos doentes”.

No mesmo comunicado de imprensa o CDS-PP Almada compromete-se, através do seu pelouro da Saúde, a apresentar um relatório público com as conclusões da reunião de ontem, e demonstrar que “a oposição mente deliberadamente e cria nas populações um alarmismo desnecessário e sem fundamento de verdade”.

 

Foto:DR

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

« »