MENU
arrábida

Estado “afasta” Arrábida de Património Mundial

2 Maio, 2014 • Redação • Destaque, Sociedade

Share Button

A Serra da Arrábida deixou de ser candidata a Património Mundial, alegadamente por não apresentar valores considerados únicos a nível mundial. Uma decisão do Estado português que apanhou de surpresa a Associação de Municípios da Região de Setúbal (AMRS), um dos promotores da candidatura.

A má notícia chegou à AMRS através da embaixadora de Portugal na UNESCO, Ana Martinho, que deu a saber que o Estado irá retirar a candidatura com base nos relatórios produzidos pelo ICOMOS (Conselho Internacional de Monumentos e Sítios) e IUNC (União Internacional para a Conservação da Natureza), duas das organizações consultivas da UNESCO.

Mas a AMRS garante que não vai desistir desta candidatura ao primeiro revés e, em nota informativa, diz: “estamos, desde já, a procurar todas as possibilidades alternativas para o reconhecimento internacional deste território, convictos de que as populações e os agentes de desenvolvimento permanecerão ao nosso lado neste desígnio regional”.

E acrescenta que elevar a Arrábida a Património Mundial é um valor acrescentado para o “desenvolvimento regional, de valorização das nossas gentes e terras, do seu património natural e cultural”.

Entregue em fevereiro do ano passado no Comité Internacional da UNESCO – Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura, em Paris, esta candidatura “foi um caminho que envolveu “inúmeras personalidades e instituições da região, com a profunda convicção de que sendo um dossier de candidatura complexo e exigente, na Arrábida coexistem valores naturais e culturais únicos e excecionais, que merecem ser conhecidos, preservados e divulgados”, lembra

O problema é que após a visita feita à Arrábida pelas duas organizações consultivas da UNESCO, foi considerado que este denso florestal do litoral da península nada acrescentava de novo ao património mundial. Mas os técnicos que trabalharam com a AMRS não vão baixar os braços. “Não vamos abandonar este projeto para o reconhecimento da Arrábida”, tornou público João Afonso, coordenador da equipa técnica de promoção da candidatura.

Artigos Relacionados

Uma resposta a Estado “afasta” Arrábida de Património Mundial

Deixar uma resposta

« »