MENU
HGO

Municípios em luta contra reorganização na saúde

25 Junho, 2014 • Redação • Destaque, Sociedade

Share Button

Os municípios da região de Setúbal não aceitam a reorganização da rede hospitalar pública decidida pelo Governo na Portaria 82/2014 e convocaram para o próximo dia 27 uma concentração frente ao Ministério da Saúde, em Lisboa, onde vão exigir a revogação deste documento de 10 de abril.

Os autarcas afirmam estar a agir “Pelo Direito à Saúde” e ditam um claro “Não” a uma reorganização que implica o “esvaziamento dos Centros Hospitalares do Barreiro-Montijo e de Setúbal”, ao mesmo tempo que vai carregar ainda mais a sobrelotação do Hospital Garcia de Orta, em Almada.

A concentração está marcada para as 10h30, e a Associação de Municípios da Região de Setúbal lança o apelo à população para que se junte a esta contestação, onde pretendem entregar um pedido de entrevista ao ministro da Saúde, Paulo Macedo, para que revogue a portaria e tome as “indispensáveis medidas para defesa de um Serviço Nacional de Saúde de qualidade e para todos” tal como está consagrado na Constituição da República.

Entretanto, os utentes da Saúde do Seixal organizaram para o próximo dia 6 de julho uma caminhada onde vão reafirmar a necessidade da construção de um hospital no concelho e ainda a abertura de novos centros de saúde no município. A concentração está marcada para as 9.30 horas, junto à Companhia de Lanifícios de Arrentela e o percurso será entre a Ponte da Fraternidade e o Parque da Quinta dos Franceses.

Ao mesmo tempo está a decorrer a petição pública promovida pela Plataforma Juntos pelo Hospital no Concelho do Seixal, para reforçar a construção de uma unidade hospitalar no concelho e novos centros de saúde, a ser entregue na Assembleia da República. Um documento onde os assinantes manifestam “indignação pela ausência de políticas e respostas do Estado para a melhoria da saúde”.

Artigos Relacionados

Uma resposta a Municípios em luta contra reorganização na saúde

Deixe uma resposta

« »