MENU
Festival O Sol da Caparica_1

Receita de “O Sol da Caparica” será aplicada na Costa

8 Maio, 2014 • Humberto Lameiras • Cultura, Destaque

Share Button

Quatro dias de música em dois palcos, projeção de filmes e desportos de mar prometem fazer da Costa da Caparica entre 14 e 17 de agosto, o centro dos festivais de verão. É “O Sol da Caparica”, organizado pela Câmara de Almada, com o objetivo de promover a frente atlântica do concelho e capitalizar verbas para algumas obras da alçada da autarquia.

O investimento camarário previsto para este ano na Costa da Caparica é de “cerca de um milhão de euros”, avança o presidente da Câmara de Almada. Deste montante, 700 mil euros são para a realização do festival, do qual é esperado um retorno financeiro de bilheteira a ser aplicado em futuros investimentos “também na Costa da Caparica”, acrescenta Joaquim Judas.

Apesar destes investimentos, o presidente do executivo camarário realça que as grandes verbas em obras a realizar na freguesia são da responsabilidade do Estado. Ou seja, nas mãos da edilidade parecem estar apenas intervenções em pequenas reparações de manutenção, principalmente em acessos.

“O Sol da Caparica”, que vai realizar-se no Parque Urbano da Costa da Caparica, é a primeira experiência em grandes festivais de música no concelho de Almada e vai ser produzido pela amg music. Vão ser 11 horas de música por dia com dez artistas, cinema, zona lounge, arte urbana e restauração.

A música será em língua portuguesa, dos PALOP e Brasil, e pelos palcos vão passar bandas como os Buraka Som Sistema, António Zambujo, Deolinda, Expensive Soul, Gabriel o Pensador, Rita Redshoes, Capicua e Diego Miranda. A entrada para um dia custa 15 euros e o passe para os quatro dias 35 euros.

Para a produtora, este festival será reconhecido como “um dos mais importantes para a indústria cultural e musical nacional, perto de Lisboa”, enquanto o presidente da Câmara de Almada o destaca pelo potencial de promover a Costa da Caparica.

“O Sol da Caparica” irá “contribuir para a afirmação de uma ‘marca Costa da Caparica’, potenciando também as condições para que a procura e o usufruto desta área privilegiada pela natureza se possa projetar para além do verão, criando um hábito novo de vir à Costa da Caparica ao longo de todo o ano”, afirmava Joaquim Judas na apresentação oficial do festival.

Foto: DR

Artigos Relacionados

Uma resposta a Receita de “O Sol da Caparica” será aplicada na Costa

Deixar uma resposta

« »